sábado, 24 de março de 2012

Coração..

Cansei, tirei férias. Ainda bem que aprendi a me esquivar daquele famoso arcanjo que insiste em atirar flechas erradas e que só me machucam, não quero mais. Não gosto que digam que um coração é bobo, eu não sou, não mais. Tudo bem, confesso, eu era daqueles que se iludia com qualquer sorriso e palavra doce, era sim. Acreditava em amores para sempre e em pessoas destinadas a ficar juntas, quanta tolice para um coração.



Mas eu aprendi, cresci e amadureci. Sem essa de que sou um coração partido, apenas um coração iludido. Queria encontrar metades e encontrei somente restos. Corações vazios ou cheios de besteiras inúteis que em nada me acrescentaram. Sou melhor sozinho, sou sim. 

É, eu sei. Tá difícil de entrar agora, né? Me tranquei e joguei a chave fora, não quero visitas incômodas que se vão de repente sem nem dizer adeus, quero paz. Coração também se cansa e eu estou exausto. Você chega sem nem pedir licença, vai entrando, dominando, me sufocando. Parou, não quero mais.

Coração se engana, mas eu não. Sei o que quero e eu quero ficar sozinha, me amar, me curtir, me preencher. Amor próprio, esse sim sempre é benvindo por aqui. Pode entrar, não vai embora, expulsa todos que me fazem mal. 

Sou só mais um coração cansado que desistiu de acreditar e insistir. Ainda to batendo, sabe? Mas não por você, por mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário